0

CHARME CHAMADO PANTON


Verner Panton rompeu com a tradição dos móveis de madeira e experimentou materiais coloridos e novos. Ele era um artesão que usou o plástico e o metal para criar objetos com um olhar mais internacional. Panton era um visionário, adepto da arquitetura e do Design, não admitia a mesmice e só se importava com a inovação e liberdade formal. Foi um defensor do uso das cores vibrantes. O Design para ele tinha que ser alegre e desafiador. E se a cadeira é o objeto de desejo de todos os designers, Panton, conseguiu a façanha de criar a mais bela e funcional de todas. Além disso, a cadeira Panton é um objeto de sentar. Porque? Isso se dá devido ao fato de que todas as suas medidas, ângulos, linhas e volumes foram estudados para que o corpo humano se adapte e se encaixe, moldando-se de forma perfeita ao contorno da mesma. Com isso, Panton abusa de cores vibrantes e linhas sinuosas para dar humor às formas de suas criações. Usá-las na decoração revela traços de nossa personalidade. Sem cores, a vida fica sem graça.
“A maioria das pessoas passam suas vidas vivendo morosamente em tons de bege, com medo de usar e viver as cores. O principal objetivo do meu trabalho é provocar as pessoas a usar sua imaginação e fazer do seu entorno e suas vidas algo mais emocionante.”  Verner Panton
Vejamos alguns exemplos de cadeiras Panton em alguns ambientes, como: salas de estar, cozinhas e áreas infantis.









Simplesmente amo a cadeira Panton. Sempre linda, se encaixa em qualquer decoração. Se adapta aos ambientes mais modernos e aos mais tradicionais, pode ser misturada com outras cadeiras diferentes, pode ser apenas nas cabeceiras de mesas de jantar, pode ser a cadeira de escritório e ainda contrasta com materiais rústicos, transmitindo mais beleza e sofisticação. Espero que tenham curtido.

Postado por Jô Almeida.




0 comentários:

Postar um comentário